A Cultura da Morte

Olavo de Carvalho identificou bem o fenômeno, a nova forma de governar não passa mais pelo legislativo. Ou melhor, a parte que realmente importa não passa pelo legislativo, que fica normalmente se desgastando votando assuntos inúteis ou muito específicos, normalmente de cunho econômico. As alterações culturais em uma sociedade, fruto da visão demoníaca de alguns iluminados, é imposta à margem de qualquer discussão com a sociedade. A nova forma de governar se concentra na própria burocracia e em medidas executivas dos governos ou por decisões de tribunais superiores, à margem da lei. A democracia está recuando assustadoramente sem que as pessoas percebam, iludidas pelo mito que as tais eleições livres garantem o regime.

Basta ver as principais alterações culturais que aconteceram nos últimos anos no Brasil. Quais delas passaram por uma votação no congresso? Quais foram discutidas com a sociedade? Pior, as que foram, como o desarmamento, foram solenemente ignoradas. Ou alguém acha possível se comprar uma arma legalmente no Brasil?

Os exemplos são inúmeros: casamento gay, expulsão dos agricultores em Roraima, lei seca, apologia das drogas, relaxamento do combate ao tráfico de drogas, tudo decidido por um juiz ou um burocrata do estado. Nada disso passou pela sociedade que limita-se a observar atônita e sem ação, diante dos elogios de uma imprensa preocupada em aplaudir a vitória de suas próprias idéias ao invés de cumprir sua obrigação de chamar as coisas pelo que realmente são. Só grita quando o alvo da vez é sua sagrada “liberdade de imprensa”. Bando de hipócritas.

Na última semana a coisa ficou muito pior. Os progressistas, essa espécie de nazista de boas intenções, conseguiram duas vitórias para se refletir sobre o que vem acontecendo.

Primeiro, atendendo a uma petição de um grupo de lésbicas (?!?), um juiz proibiu crucifixos nos tribunais do Rio Grande do Sul encerrando em uma canetada alguns séculos de tradição. Os monstros progressistas chamam isso de separação entre o estado e a religião, como se a Igreja no Brasil tivesse ainda alguma influência sobre o leviatã amado por tantos. Chamo isso de intolerância religiosa pura e simples. E covardia. Os cariocas devem estar agora preocupados, o que fazer quando um juiz resolver proibir o Cristo Redentor?

A segunda, refere-se à incrível reforma do código penal que totalmente à margem de discussão e contra a opinião da maioria dos brasileiros, na prática está instituindo o aborto no Brasil. Esse crime odiento que estava praticamente restrito aos chamados países desenvolvidos. Como pode ser desenvolvido um país que aceita que se matem suas crianças por qualquer motivo é um mistério que ainda  não consegui desvendar. Vestidos de toga, os anjos da morte tomaram o poder para fazer o que o governo da vampira sempre quis, destruir ainda mais a inviolabilidade da pessoa, um conceito essencialmente cristão.

Observem que as duas coisas estão efetivamente ligadas. É fundamental derrubar a cultura cristã, e sua crença no indivíduo como imagem e semelhança de Deus, para avançar na agenda da morte: aborto, eutanásia, eugenia. Tudo isso para fazer uma sociedade perfeita, a idéia mais demoníaca que já surgiu na Terra e por isso mesmo tão sedutoras para os fracos de espírito.

Não por acaso o padre Paulo Ricardo está sendo perseguido também na semana que passou. Tudo porque vêm pregando a muito tempo que a destruição do cristianismo como o conhecemos é essencial para uma nova ordem global, baseada no tal sonho do paraíso na terra. Para moldar o comportamento do ser humano é preciso torná-lo desumano, eliminar a idéia do livre arbítrio, essa idéia também essencialmente cristã.

Cada vez mais o progressismo, o revoluci0nário, mostra sua verdadeira cara. A cara da morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s