Quanta safadeza

Não sei por que as pessoas se surpreendem tanto com a bandalheira que está sendo revelada nos grampos do tal Cachoeira. Não concordaram com esse estado de coisas quando reelegeram o farsante em 2006? Não era mais possível, àquela altura, ter dúvidas sobre a natureza do PT e de seu presidente depois de tudo que foi revelado na CPI.

O próprio rei sol foi na televisão pedir desculpas, a seu modo claro, mas dando o aviso: somos todos iguais. Lembro das palavras “o PT aonde errou, deve desculpas…”. Naquele momento o presidente da república chamou corrupção de erro. Votar nele depois disso era concordar com essa leitura.

Na época eu percebi que depois de tudo aquilo votar nele era dar um cheque em branco para a corrupção no país; que não haveria mais nenhum problema em ser pego com a mão na bufunfa, como aconteceu inúmeras vezes depois. Estava aceito a tese que a corrupção é sistêmica e não há como evitá-la. Viram onde leva essa estória do homem ser produto do meio? Do que reclamam?

Não parou por aí. Os escândalos de corrupção continuaram, inclusive alguns bem próximos do presidente, mais precisamente em sua casa civil. O que aconteceu? A titular dessa mesma casa civil, a chefe e madrinha da tal Erenice, lembram dela?, foi eleita presidente da república. Com vassoura e tudo.

As mesmas alianças, os mesmos personagens sendo nomeados ministros, pela presidenta!, mais corrupção aparecendo a cada mês. E ainda querem dizer que a mesma pessoa que nomeou está combatendo isso tudo? Vai fazer pacto assim com a ignorância no raio que o parta! Quem acredita nisso, é capaz de acreditar em qualquer coisa. Não dá nem mais para chamar de ingenuidade.

Espantados com o Cabral em Paris? Só podem estar de brincadeira!

São todos farinha do mesmo saco e se merecem! E sabe o que mais, boa parte dos brasileiros os merecem! Tiro dessa conta os que são incapazes de distinguir essas coisas pelo estado de miséria educacional que se encontram; um verdadeiro crime perpetuado por décadas por um troço chamado MEC e uma porcalhada de pedagogos que passam seus dias pensando em como preparar um aluno para um mundo que não existe.

Quer saber? Encheu. O homem planta o que pode; mas colhe o que plantou.

Pois a colheita chegou.

Anúncios

Um comentário sobre “Quanta safadeza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s