Direitos e Deveres

Uma das coisas que poucas pessoas percebem, é que todo direito está associado a um dever. É um sistema permanente de dois pesos em equilíbrio em que conceder um direito a uma parte de um grupo é conceder um dever à outra parte ou ao próprio grupo como um todo.

Se quatro crianças estão brincando de lego e concedo o direito de uma delas não catar as peças ao final da brincadeira, automaticamente eu concedo o dever para as demais de catar a parte que seria da primeira criança.

Imaginem que tratavam-se de 12 peças. Cada uma cataria 3. Como uma delas recebeu o direito de não catá-las, as outras tiveram que, cada uma, catar uma peça a mais, ou seja, 4. Percebam que quando comparamos, a primeira criança recebeu um benefício muito maior (deixou de catar 3 peças) do que o dever das demais (catar 1 peça a mais). Isso na economia se chama concentrar os benefícios e dividir os prejuízos.

É exatamente o que acontece na sociedade quando governos __ e de vez em quando legisladores, uma espécie de corpo auxiliar do poder executivo __ distribuem direitos. Ao contrário do que muitos pensam, não existe fonte ilimitada de direitos. A capacidade da outra parte em cumprir seus deveres é finita.

No Brasil e lá fora vemos uma tentativa ilusória dos políticos, de olho nos votos, de resolver os problemas da sociedade simplesmente concedendo direitos. Um dos problemas é que enquanto os benefícios são cantados em prosa e versa, os deveres são omitidos. Está omitido. E aí, como dizia Bastiat, o problema não está no que se vê, mas no que não se vê.

Um dos claros exemplos é a absurda meia entrada para estudante no Brasil. Foi dado a um grupo um direito, de pagar metade do que paga um outro grupo. Ninguém fala de que foi dado a outro grupo um dever, de pagar por essa metade.

Qual o problema, os estudantes são minoria! Como na fábula (?!) das crianças brincando de lego, um pequeno número receberá o benefício enquanto que o prejuízo será dividido pela grande maioria.

O problema é que a distribuição estatística do cinema não é a mesma da sociedade. Basta ficar do lado da bilheteria para constatar que a quantidade de estudantes na fila é muito maior do que sua parcera na sociedade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s