Rapidinha sobre imprensa esportiva

Acho curioso as críticas ao Neto, Miller, Edmundo e cia. Talvez os prezados críticos não devessem dar tanta atenção assim a esses verdadeiramente amadores comentaristas esportivos e sim aos ditos profissionais, os que realmente se pretendem sérios.

Lima Barreto, em Memórias do Escrivão Isaías Caminha, descreve a redação de um jornal carioca. Quando o cara não tinha muito talento, nem rigor para ser um bom jornalista, recebia a coluna de turfe. Devia ser o grande esporte da época na sociedade do Rio de Janeiro. Troque o turfe para o esporte de hoje e temos uma constatação sobre a imprensa esportiva, na sua grande maioria são de jornalistas frustrados.

Vejam o segundo jogo do Thunders e Miami. Depois de fazer inacreditáveis 18 x 2 nos cinco primeiros minutos, o time da Florida viu o rival ter um arremesso faltando 12 segundos para poder empatar a partida. Durant errou e Miami venceu. Esteve por 2 de levar o empate. Um dos horrorosos comentaristas da ESPN, ao comentar o jogo, disse que a vitória foi merecida pois Miami dominou o jogo inteiro. Uma coisa que Miami não fez foi dominar o jogo inteiro por um motivo óbvio: não ampliou o placar dos cinco primeiros minutos! Ao contrário, viu essa vantagem ser reduzida o jogo inteiro! Uma leitura correta diria que apesar do Thunders ter sido um pouco melhor que o Heat durante a partida, não foi suficiente para tirar a vantagem inicial pois os cinco primeiros minutos do Miami foi muito superior ao Okc!

Aliás, o jornalista “amador” Magic Johnson foi direto ao ponto: a atuação de Westbrook no primeiro quarto foi a pior atuação de um armador em uma partida de playoffs na história!

Outro exemplo, comentando a seleção de volei, um jornalista na CBN comentou que dessa vez o Brasil não chegaria à Olimpíada como franco favorito, e que isso seria uma vantagem. Como? Se o Brasil chegasse como favorito, ele diria que era uma vantagem; como não chega, é uma vantagem também! Parece a grande imprensa comentando as medidas de economia do governo! Se abaixo os juros está certo, se aumenta também! Não me admira que um desqualificado como o Mantega esteja a tanto tempo como ministro!

Por fim, o lance de jogar com um jogador a menos no futebol. Quantos comentaristas ditos sérios não disseram um dia que tem time que joga melhor com um a menos. Os treinadores devem ser muito idiotas então. Por que esperar a expulsão se podem entrar com um jogador a menos em campo! Seria a tática genial do prezado jornalista. Na hora de entrar em campo, o técnico escolhe aleatoriamente um dos seus jogadores e diz:

_ Você não vai entrar em campo hoje. Faz de conta que foi expulso! É que nosso time joga melhor com um a menos. Tomara que meu adversário não tire um jogador também…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s