O Problema dos parâmetros

Depois da desclassificação do Brasil no basquete, acompanhei as repercussões na internet. Chamou-me a atenção a quantidade de gente que apontou que o principal erro do time não foram os lances livres errados, a cesta fácil na hora certa, a precipitação nos arremessos de três. Nada disso. O grande erro foi não perder para a Espanha.

O mais curioso é que pude perceber, até pela expressão verbal, que se trata de gente de classe média para alta; provavelmente gente que participa de marchas contra a corrupção. Ao mesmo tempo que exigem ética dos nosso políticos, e eles bem que estão precisando, defendem que perder um jogo para teoricamente ter um adversário mais fácil em outra fase é apenas ” jogar com o regulamento”.

Em que medida esse jogar com o regulamento é diferente do famoso “caixa dois de campanha” ? Será que ensinar a perder é algo que ensinam para seus filhos? Repito, isso é nossa classe mais educada. Como exigir das massas? Como querer que entendam algo tão básico se temos que explicar o óbvio para os que teriam obrigação de ter essas coisas de forma tão clara?

Parece coisa boba mas é antes de tudo sintoma de nossa doença espiritual, particularmente nas classes que deveriam influenciar positivamente a turma de baixo. A perda da noção do certo e do errado resulta na falta de parâmetros para que os mais humildes possam tomar suas decisões e o resultado costuma ser desastroso. Tenho certeza que podemos ser melhores do que isso. De cima a baixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s