Cerveja nos Estádios

Faz algum tempo que a bebida alcóolica foi proibida nos estádios e parece que nenhum efeito se comprovou na prática quanto à redução da violência. Se procurarem podem até descobrir que ela aumentou, o que não surpreende quem já frequentou estádios de futebol.

Lembrei do meu tempo de estádio. As pessoas chegavam uma ou duas horas antes do jogo, aproveitavam para entrar com calma e ficavam tranquilamente assistindo a preliminar e muitos aproveitavam para tomar sua cerveja, como em qualquer lugar civilizado no mundo. Quando faltavam 30, 20 minutos para começar a partida, chegavam as torcidas organizadas, que ficavam bebendo do lado de fora do estádio. O motivo era simples, a bebida era mais barata do lado de fora e muitos traziam sua bebida de casa.

Não é segredo para ninguém que essas torcidas são as principais responsáveis pelo clima de guerra nos estádios, e da maioria das confusões. Proibir venda de bebida alcóolica nos estádios não adiantou nada pois os violentos não compravam bebida nos estádios. Bebiam fora e entravam com bebidas escondidas. Quem já viu uma torcida organizada entrando no estádio sabe que é impossível a revista desse pessoal pela Polícia.

Ou seja, mais uma vez o cidadão comum, que não tem nada com isso, foi penalizado para as autoridades policiais e políticos darem uma satisfação para a sociedade. Mais uma medida inócua mas de grande visibilidade. Tudo porque o estado é incapaz de fazer seu papel de dar segurança para um evento esportivo. Não estou culpando exclusivamente a polícia, mas todo um apartato judicial e até mesmo cultural que sempre protegeu esses bandidos uniformizados, a começar pelos próprios clubes que possuem uma relação promíscua com esses " torcedores ".

Para não dizer que tudo ficou na mesma, pessoas que antes entravam tranquilamente para tomar sua cerveja e curtir um programa esportiva no domingo à tarde, agora fica do lado de fora tomando sua cerveja até quase a hora do jogo, e tomando muito porque sabe que durante o jogo não vai ter refil! Não precisa ser um gênio para ver que o resultado é um tumulto ainda maior na entrada e mais gente alcoolizada nas arquibancadas.

Mais uma vez se escolheu a retórica fazia do que atacar as verdadeiras causas do problema, mais ou menos o que a dupla Dilma/Mantega estão fazendo na economia. O grande problema é que falta uma gestão profissional e privada no esporte. Como tudo no Brasil, temos uma gestão amadora, altamente embrenhada no jogo político, e uma burocracia incompetente tratando do assunto.

O resultado são os estádios vazios, cheio de marginais, mas tudo bem, afinal, não tem cerveja no estádio!

E assim continuamos com nossa falsa idéia de segurança e de que alguma coisa está sendo feita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s