Partiram: Hebe Camargo e Ted Boy Marino

Ted Boy Marino

Conheci-o pessoalmente no Rio de Janeiro. Era figura usual na feirinha de artesanato que existia no Forte do Leme, onde tinha uma barraca de churrasquinho. Vagamente lembrava dele nos Trapalhões, mas sua maior referência para a geração anterior à minha era das lutas de Telecatch, uma espécie de luta livre ensenada. Era um herói de sua época; hoje temos os lutadores do tal MMA. Trocou-se a fantasia pela realidade. Perdemos ou ganhamos com essa troca? Talvez existesse mais realidade das lutas de mentira de Ted Boy Marino do que nas lutas de verdade de hoje.

Hebe Camargo

Era um marco da televisão brasileira. Não lembro de alguma vez ter visto seu programa, mas seu nome transcendeu ao próprio programa. Era conhecida por quem a assistia e quem não a assistia. É tudo que posso dizer sobre ela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s