Mariana

Tela de John Everett Millais (1851)

Millais foi um dos fundadores de um movimento na Inglaterra que ficou conhecido como pre-Raphaelites, que propunha um resgate da arte da Idade Média e que no fundo se traduziu na visão vitoriana da época medieval. Para o movimento, o artista teria uma responsabilidade pelo que estava retratando, o que se traduzia em uma fidelidade à natureza.

O quadro Marina foi baseado em um poema de Tennyson de mesmo nome, que por sua vez foi baseado em uma peça de Shakespeare, Measure for Measure. Retrata a melancolia de Mariana, que foi afastada de seu noivo. Millais procurou retratar esta melancolia, o lento passar do tempo, e um certo tom de abandono do próprio ambiente em que ela se encontra. As folhas soltas procuram mostrar este passar do tempo, assim como o pequeno rato, que também aparece no poema. A luz do sol aparece apenas para ressaltar a sujeira.

A primeira exposição do quadro foi acompanhada de um trecho do poema, que se repete a cada estrofe:

She only said, “My life is dreary,
He cometh not,” she said;
She said, “I am aweary, aweary,
I would that I were dead!”

Mariana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s