Caiu Mano Menezes

O assunto de hoje é a demissão de Mano Menezes da seleção brasileira. Nunca entrei muito nessa polêmica, nem fui dos que pediram sua cabeça por um simples motivo: desde que comecei a assistir futebol, no início da década de 80, nunca vi uma geração tão ruim do futebol brasileiro. Sempre que olhava as listas do Mano, e olhava quem ficou de fora, ficava com pena do treinador. Não tinha muita opção. Querer fazer da rejeição ao Fred algo semelhante à rejeição ao Romário em 1998 e 2002 é lembrar do adágio marxista de que a história se repete primeiro como tragédia e depois como farsa. O tricolor é matador, bom jogador de fato, mas craque? Capaz de desequilibrar?

Vejo a seleção, independente do treinador, quase sem chances para 2014. O motivo é simples: o que tinha em comum Maradona em 1986, Romário e Bebeto em 1994, Fidane em 1998, Rivaldo e Ronaldo em 2002? Todos tinham de 26 anos para cima; é o auge do jogador de futebol. O Pelé tinha 17 anos e encantou o mundo em 1958, mas tinha Didi comandando a equipe. Qual o jogador brasileiro nessa faixa etária arrebentando? Simplesmente nenhum. A copa de Neymar não é 2014.

Os jogadores que deveriam comandar esta seleção estão sem condições por diversos motivos: Kaká (contusões e banco), Ronaldinho (longe de seu auge), Adriano (perdendo para si mesmo) e Robinho (outro que caiu uma barbaridade). Essa era para ser a espinha dorsal da nossa seleção. Querer jogar essa responsabilidade para Neymar, Ganso, Lucas e Oscar é apostar no fracasso. Nada indica que conseguirão fazer o que Maradona, Zidane, Ronaldo, Romário e etc não conseguiram fazer. Podemos ganhar a copa? Até pode, como demonstrou o horroroso time da Itália de 2006, e não coloca a seleção espanhola de 2010 muito atrás. Em quatro jogos eliminatórios, tudo pode acontecer.

Não vejo nenhum treinador muito melhor que Mano para dirigir a seleção. Parece que vai ser o Felipão, que há tempos não apresenta nada descente.  E ainda vem com toda aquela palhaçada de família Felipão, como já fez antes e como tivemos que aturar com o Dunga (lembram da tragédia e farsa)? Aliás, meu reparo ao Marx é mais sobre a limitacão em duas repetições do que sobre a repetição em si.

Por fim, o próximo treinador tem uma tarefa bem facilitada, como tiveram Felipão e Parreira (em 1994). Terão sempre um trabalho que fracassou como comparação. É o melhor dos mundos. Se der certo, vira herói. Se não der, fica parecendo que ninguém poderia ter feito melhor. Fácil, não?

Em tempo

Mano Menezes já está no mercado. Quem vai levar? Já deve ter gente no Beira Rio coçando a carteira. E na Gávea tentando fazer alguma mágica com o dinheiro, que mais uma vez, não tem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s