A escolha

Se pudermos escolher entre a felicidade garantida, o que implica na supressão de qualquer escolha que possa levar à infelicidade, e uma felicidade possível, através de nossas escolhas individuais, boas ou ruins, qual você escolheria? Em outras palavras, você trocaria uma liberdade de errar por uma certeza de escolher sempre certo?

Essa questão me chamou atenção seriamente pela primeira vez quando li o excelente livro de Eduardo Gianetti, Vícios Privados, Benefícios Públicos, há alguns anos atrás. Novamente chamou-me atenção no livro Admirável Mundo Novo, de Aldoux Huxley. Volta e meia penso sobre o assunto, principalmente a cada lei ou resolução governamental que tenta proteger o homem de si mesmo e que dão sustentação ao que ficou conhecido apropriadamente como estado babá.

Hoje mais um importante artigo do Pondé chama atenção para este ponto. Prestem atenção no que ele coloca neste parágrafo:

Isso cria o efeito de esmagamento típico do puritanismo de massa em que vivemos: saúde e felicidade. Fizéssemos um plebiscito, quase todo mundo escolheria uma gaiola feliz.

Uma gaiola feliz. Volta e meia surgem estes termos que conseguem compactar em uma imagem, poderosa como deve ser, toda uma idéia ou um recorte da realidade. Cada vez mais o homem moderno está feliz em sua gaiola, protegido de todas as situações que possam lhe trazer infelicidade. E o estado agradece a confiança e caminha implacável na concentração de poder que trará, não tenho dúvidas, trágicas consequências para a humanidade. O homem moderno é um homem feliz em abrir mão de sua liberdade e isso terá um preço.

O pior é que as pessoas não percebem isso. Acham que estão tirando a liberdade apenas daqueles irresponsáveis que insistem em não verem a luz. Em suas intolerâncias não entendem que deixando de defender um princípio colocam a si mesmas em perigo pois pode estar na próxima lista negra. E não haverá ninguém para defendê-las quando precisarem.

E você? Acha que a felicidade é mais importante do que a liberdade de fazer suas próprias escolhas? Quer realmente morar em uma gaiola feliz?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s