Tem que ir até o fim!

Aos poucos a nova diretoria do Flamengo vai limpando o elenco e trabalhando dentro de sua realidade financeira. Com certeza será um tempo difícil, mas que se der certo abrirá caminhos para o futuro. Em economia, a incerteza tem preço. No caso do Flamengo, este preço era absurdo porque nunca se sabia se um contrato seria cumprido ou se uma parcela seria paga. O resultado eram jogadores cada vez mais caros, tanto em salário quanto em valor de passe. 

A última medida será o fim dos privilégios das quadrilhas torcidas organizadas. Já não era tempo! Por que determinados torcedores tem que ter privilégio sobre outros? Nação rubro-negra? Fala sério!

Só que cabe um alerta.

É preciso se preparar para as derrotas. Elas virão e possivelmente não demorarão muito. E a diretoria não poder fraquejar! Quando começarem os protestos, torcida querendo invadir o clube e apedrejar ônibus, não se pode ceder. Bandidos se tratam com polícia e não desistindo do que deve ser feito. Já vi este filme antes, de tentar moralizar o clube e terminar comprando jogadores ainda mais caros do que faria antes, no puro desespero. 

Se a atual diretoria está disposta a comprar a briga e assumir os riscos políticos, que assim o faça. Boa parte dos verdadeiros torcedores estão dispostos a apoiar, mas terão de enfrentar as resistências. Não tem outro jeito.

Outro aviso, este aos torcedores. Haverá risco de segunda divisão sim. E se esse for o preço a pagar para ver o Flamengo realmente realizar seu potencial no futuro, é até barato. Basta ver o Corinthians de hoje. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s