Nos States…

Nova seção do blog para dizer o que anda em notícia aqui nos States, já que a imprensa brasileira só sabe filtrar do NYT as notícias que lhe interessam!

Aprovação do aumento do teto da dívida

Mais uma vez deputados e senadores aprovaram o aumento do teto da dívida, o que dá alguma fôlego por uns meses. O governo não dá o menor sinal de querer diminuir o gasto público e sempre ameaça cortar dos programas sociais e colocar a culpa nos republicanos, como se este fosse o único possível corte do orçamento. Hoje ameaçaram cortar das vítimas do furacão Sandy, só para não perder a forma. Os republicanos acabam cedendo para não ficar abraçado a imagem que foram responsáveis por cortes nos programas sociais. O fato é que a questão vai sendo empurrada pela barriga, como sempre.

Nova lei de imigração

O governo está finalizando uma proposta de lei para a imigração. Há 11 milhões de imigrantes ilegais nos Estados Unidos, a grande maioria mexicanos e latinos. É outra questão delicada para republicanos que se endurecerem demais acabam engordando os votos democratas junto aos imigrantes que vão se legalizando. A maioria dos americanos querem uma legislação que crie um caminho para a legalização dos imigrantes que já estão por aqui, mas com verificação de antecedentes e que eles aprendam inglês, mais ou menos o que sempre defendeu o Senador republicano John McCain.

Endurecimento na compra de armas

Um dos itens da agenda de Obama, que ganhou força depois do último massacre. Pelo que ouvi as medidas serão mais midiáticas do que práticas, já que grande parte dos americanos já possuem armas e há uma grande discussão sobre o que configuraria uma arma automática. Tomar decisões e fazer leis movidos pela emoção de uma tragédia pode ser algo perigoso.

Gays nos escoteiros

Pois é, também está no noticiário que o movimento dos escoteiros americanos está discutindo a possibilidade de aceitar gays em seus corpos. Outra pegadinha linguística. Sempre houveram gays entre os escoteiros, o que se discutem agora é se pode ser escoteiro e afirmar a condição de gay. É a tal da identidade gay, seja lá o que for isso. Os escoteiros adotavam o lema das forças armadas do “don’t ask, don’t tell”. Parece que não é suficiente.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s