Papo rápido: Marcos Feliciano

Como 99,99% dos brasileiros nunca tinha ouvido falar do tal Marcos Feliciano e nem sei o que pensa. O pouco que vi até agora me indica que jamais votaria nele, até porque literalmente vendeu a alma para ajudar a eleger a coisa ruim Rousseff, vendendo-a aos evangélicos como uma cristã piedosa. Está onde está por prêmio a esse papel; assim como seu partido, que pretende misturar cristianismo com socialismo, o que nunca dá boa coisa.

Só que não há nada que o desabone para ocupar o cargo que se encontra. Dizer-se contra o casamento gay não o faz desrespeitador dos direitos humanos, nem sequer contra os gays. Assim como sua posição contra o aborto. Os progressistas deveriam refrear seus impulsos ao querer colocar estas coisas como direitos humanos, especialmente o aborto! Mas tolerância tem significado todo especial para essa gente, significa direito de dizer o que eles acham correto.

O que incomoda, de fato, esses idiotas, é que Feliciano é um pastor. Para eles a fé religiosa é obscurantista por natureza e por isso o incapacitaria para a função. Nas diversas declarações dos partidos que insuflam as massas de meia dúzia acabam deixando passar essa constatação.

E Feliciano? Vai bem, obrigado. Garantiu pelo menos um milhão de votos na próxima eleição e vai manter sua cadeira na Câmara. Virou celebridade.

Não tenho nenhuma simpatia por este sujeito, mas estou me divertindo para valer com o herói que uma bando de desocupado, e agora artistas preocupados com um novo mundo possível, estão criando. Eles merecem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s