Reflexões sobre o blog

Comecei a blogar no ano de 2007, inicialmente com a intenção de registrar a experiência do mestrado, principalmente no que se refere à turma, que se auto denominou clube dos 13. Logo o blog derivou para um segundo, onde mais ou menos anonimamente, me dediquei ao acompanhamento da política brasileira. Depois de um tempo, percebendo que nada havia de novo a tratar, pois nossos problemas simplesmente se repetem, retornei tudo para um blog só. A última mudança significativa foi trocar o blogger pelo wordpress, há cerca de um ano.

Qual é a hora certa de mudar? Foi uma pergunta feita em um MBA que realizei e a melhor resposta que encontrei foi “quando não for necessária a mudança”. A questão é que, especialmente no mundo dos negócios, quando uma empresa precisa de mudanças é porque já está atrasada; ela falhou miseravelmente em perceber o futuro. A grande vantagem competitiva do mundo de hoje é mudar antes que esta mudança seja necessária, antecipando-se aos possíveis cenários.

Estou sentindo um certo desconforto com o blog atual. Acho que está amplo demais pois trata de muitos assuntos díspares como uma resenha da Bíblia, o jogo do Flamengo, um passeio com a família e o filme do Batman. Claro que a ligação destes assuntos é meu interesse por eles, mas esta amplidão impede que tenha um foco e afasta leitores interessados em um determinado tema ou assunto. Me pergunto se não seria hora de uma nova mudança, separando um pouco pelo menos os campos do conhecimento. Sei que existe a divisão por categorias e tags, mas acho que não tem sido o suficiente.

Desta vez, antes de mudar novamente, estou estudando o assunto, especialmente a questão das plataformas. Todas as outras vezes fiz a mudança em uma ou duas horas e fui vendo para ver no que dava. Minha intenção agora é planejar e projetar o blog, site ou seja lá o que for. Primeiro preciso descobrir o que realmente quero fazer. Uma pergunta que parece fácil de responder mas é enganosa. Só que é fundamental, dela depende todo o resto.

Em resumo, estou estudando o assunto com cuidado. Veremos o que acontecerá.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Reflexões sobre o blog

  1. leitora aqui informa que acha blog-site de uma nota só um tédiooooooo… mas quem sou eu pra falar algo? o meu é um caos total. bjks em todos.

  2. pois é, gê. Não estou pensando em algo radical, apenas a separação de algumas partes. Uma primeira idéia é deixar a espinha dorsal aqui mesmo, tratando dos assuntos do dia a dia e abrir um outro espaço para a parte de resenhas, resumos de filosofia, teologia e etc. Mas ainda tenho que amadurecer mais na idéia.

  3. Jura que listou meu blog ao lado de Michael Hyatt, Stephen Kanitz e do tio Rei?!? Acabei de ver. Caracaaaaaaaaaaaaaaaaah, Jr : você é um sem noção! kkkkkkkkkk
    Sem pressão, mas já pressionando (e cobrando e pensando em como te chantangear para obter esse seu pequeno ato de loucura)… cadê o texto pro Gaiola? Escreve, vai!

  4. Que isso! Não se desmereça! Seu blog é muito bem humorado e você escreve muito bem. Continue o bom trabalho!

    Sobre aquele texto que prometi, eu não esqueci não. Cheguei a escrevê-lo mas foi vetado por minha revisora. Segundo ela o assunto não interessaria ao contexto do Gaiola.

    Estou brigando com minha inspiração para achar o assunto certo para tratar; acho que minha vida não tem tantas emoções assim! Hoje tive uma idéias e vou trabalhar nelas.

    Vamos ver no que vai dar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s