Aos meus amigos católicos

Pode parecer estranho para algumas pessoas que costumam passar por este blog, mas eu não sou católico. Considero-me, por assim dizer, um simpatizante. Considero que a tradição católica traz em sua doutrina verdades incontestáveis, além de excelentes pontos para uma boa reflexão. Claro que não concordo com tudo, neste caso eu seria católico não é mesmo? Só que concordo o suficiente para respeitar e admirar o imenso trabalho teológico de séculos de estudo.

Hoje terminei um livro sensacional de Joseph Ratzinger, que certamente irei comentar com calma mais tarde. Ele tem uma tese muito clara, o catolicismo não tem existência real sem a utilização da razão. Mais ainda, uma religião divorciada da razão é uma patologia. O que me levou a pensar em muitas coisas durante a leitura deste precioso livro. 

Deixo aos meus amigos católicos algumas perguntas:

Quem já leu Ratzinger? Por que eu, que não sou católico, me delicio com a leitura de seus textos e não encontro um amigo católico que já o tenha lido? Não há algo de errado?

Quantas encíclicas de um papa já leram? São textos disponíveis na internet, em português, que sempre gera discussão quando são lançados. Nunca tiveram a curiosidade de saber o que seu papa pensa?

Outro dia um católico levou algum tempo para descobrir que Ratzinger é Bento XVI _ e aposto que alguns católicos estão se espantando agora. Não sentem no mínimo a curiosidade de saber quem é o papa quando ele é eleito? Ah, assistem pela Globo e acompanham pela imprensa? Interessante que passam o tempo todo criticando exatamente a fonte de informação que usam para saber do que acontece em sua igreja. Não é uma incoerência?

Quantos padres não têm a menor idéia do que teólogos como Ratzinger, o próprio João Paulo II, e tantos outros pensam ou pensaram? Qual é a base de sua pregação se não conseguem explicar de onde surgem as idéias que propagam?

Você sabe os fundamentos de sua própria fé? Quantos sabem que a existência de Deus, para um católico, não deveria ser uma assunto de fé mas de razão? O que é realmente fé?

Amigos, antes de se queixar de uma sociedade em crise, e da própria crise de sua igreja, não seria bom estudá-la de verdade e tentar compreendê-la?

Quem vocês acham que deveria estar defendendo sua igreja?

São estas algumas perguntas que me surgiram lendo o livro. Fica para vocês pensarem!

Anúncios

Um comentário sobre “Aos meus amigos católicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s