O mais belo soneto em língua inglesa (pelo menos é o que dizia Ezra Pound)

Acabei de gravar uma explicação para esse soneto de Mark Alexander Boyd (Sec XVI). Em edição. Em breve, na minha página do Facebook.

From bank to bank, from wood to wood I run,
Overwhelmed with my feeble fantasy;
Like a leaf that falls from a tree,
Or a reed overblown with the wind.
Two gods guide me: the one of them is blind,
Yes and a child brought up in vanity:
The next a wife born of the sea,
And lighter than a dolphin with her fin.

Unhappy is the man for evermore
That tills the sand and sows in the air;
But twice unhappier is he, I learn,
That feeds in his heart a mad desire,
And follows a woman through the fire,
Led by a blind and taught by a child.

Anúncios

Atualizando!

Depois de uma semana em Brasília, conseguimos resolver quase todas as pendências e despachar nossa mudança para o Rio. Infelizmente a novela da Receita Federal ainda vai durar um tempinho, mas confiamos que no final tudo se arranja. Pelo menos há boa vontade dos envolvidos.

Sobre Brasília, vimos alguns amigos no pouco tempo que sobrou e pedimos desculpas antecipadas aos que não foi possível encontrar, até porque tinha muita gente viajando de férias.

Ah, sim, o Estádio Nacional é feio. Com força. Um paliteiro de concreto.

Hoje estamos em Uberaba, dando uma rápida passagem para visitar uma bisa muito querida. Veio de presente com meu casamento.

Amanhã estaremos partindo para Resende e na segunda chegaremos finalmente ao Rio. Terça começa o batente.

Vida que segue!

A absurda manifestação de ontem em São Paulo

Não se deixem enganar pela bagunça de ontem em São Paulo. A natureza do protesto não é o aumento da tarifa de ônibus, que não chega nem perto de repor a inflação do período. Quem está por trás do protesto é o tal movimento passe livre, que pretende acabar com a tarifa do transporte público, como se isso fosse possível!

Não existe almoço grátis. O fato dos líderes do movimento de ontem não pagaram seu próprio almoço por serem subsidiados por suas próprias famílias não deveria se suficiente para cegá-los tanto, mas a ideologia consegue cegar completamente o idiota para a realidade. Transporte urbano tem custos e alguém terá que pagar por eles.

Quando se fala em passe livre, existe uma grande falácia envolvida, a de que o estado pagaria pelo transporte de seus cidadãos. O problema é que o estado não gera riquezas, apenas rouba da sociedade. No caso do Brasil, principalmente dos mais pobres são roubados em cada despesa que fazem. Não tenho paciência com essa gente! No fundo o que os anima é um anti-capitalismo bocó que nem Marx assinaria. 

No mundo criado na mente deles, ninguém paga pela passagem. Na realidade, ao invés de pagar sua passagem diretamente à empresa de transporte, o cidadão-escravo usaria o estado como intermediário, com toda a eficiência como é conhecido! O lucro continuaria existindo, mas agora o estado faria ainda mais parte do acerto. Genial, não?

Não estou do lado das empresas de transporte, pelo menos não das que estão aí. Uma coisa aprendi no Brasil, nada que vem de licitação presta. Até porque em algum momento o nosso glorioso judiciário entendeu que quando a lei fala em preço mais vantajoso para a administração deve-se entender menor preço. Qualquer imbecil sabe que tipo de serviço terá pelo menor preço. 

Milhões de paulistanos precisando trabalhar, chegar em casa e cuidar de seus problemas reais e um bando de almofadinhas descolados da realidade atrapalhando suas vidas. De outro lado, Policiais Militares, que deveriam estar combatendo a violência na cidade são deslocados para cuidar da turba. E tem gente que acha que a PM usa de brutalidade! Vejam a foto abaixo de um PM que quase foi linchado por parte dos “manifestantes”. 

Policial ferido 4

Esse é o Brasil que o PT ajuda a construir desde que era oposição. Enquanto existir no país partidos comunistas esse tipo de situação vai continuar existindo. A média de renda dos policiais certamente é bem menor do que destes vagabundos.

Se fazem isso por 20 centavos no preço do ônibus, imaginem quando reajustarem em 20 centavos o preço da maconha!