Tudo igual na NBA, mandos invertidos!

Todos os confrontos da primeira rodada estão empatados em 1 x 1, o que significa que Warrios, Paicers, Bulls e Grizzlies se deram bem, roubando a vantagem do mando de quadra dos seus adversários. Agora só precisam vencer os jogos em casa para fazerem as finais da conferência.

Só? Pois é, os confrontos estão tão equilibrados que não será nenhuma zebra se chegarem todos ao 2 x 2. Bom para o basquete que está vendo bons jogos e muita emoção.

Ontem o Heat simplesmente massacrou o Bulls. Acho que o time de Chicago chegou no limite de suas forças e deve aproveitar bem os três dias de folga.

E o Warriors venceram o Spurs. Considerando que deixaram de vencer o primeiro jogo por uma dessas coisas que só acontecem no basquete, talvez seja o confronto que pode ser decidido primeiro. O fato é que o Spurs não se encontrou realmente em quadra nos dois primeiros jogos e o pessoal de Houston deve estar lamentando muito ter perdido aquele jogo contra o Lakers. A sua melhor chance de avançar era colocar sua correria contra um time envelhecido como o de San Antonio, justamente o que o Golden State está fazendo.

Na terça, o time do Memphis mudou de tática e deu certo. Ao invés de se concentrar em parar o monstro do Kevin Durant, elegeram Kevin Martin como alvo. Só Fischer se salvou no resto do time de Oklahoma, com uma atuação desastrosa de todos os seus pivôs. Durant teve mais uma atuação excepcional mas sozinho não há como vencer neste nível.

Por fim, o New York se reencontrou e venceu o Paicers, no confronto talvez mais sem graça das semi-finais.

Agora é esperar a rodada do fim de semana!

NBA: semi-finais

Dois jogões fecharam a primeira rodada das semi-finais ontem. A maior zebra, se é que pode-se chamar assim, foi a vitória do Bulls sobre o Heat em Miami. Pelos simples motivos:

1. O Bulls está há um ano seu seu grande astro, Derrik Rose.

2. Dois titulares também estão fora: Djeng e Hinrich

3. Vêm de 7 jogos disputadíssimos com o Nets. O Miami teve vida fácil contra o Bucks, que foi para os playoffs apenas passear.

4. Lebron acabou de ganhar o MVP e recebeu a honraria na quadra, antes do jogo.

Pois o time de Chicago não tomou conhecimento e fez incríveis 35 pontos no último quarto para vencer a partida, com grande atuação do baixinho Nate Robinson.

O Thunders venceu um primeiro jogo duríssimo contra o Grizzlies em casa e esta deve ser a tônica de todos os jogos da série, que tem tudo para terminar em 7 jogos. Sem Westbrook, o time teve muito pouco tempo para se virar e acostumar a jogar sem seu armador, que nunca tinha perdido um jogo. Para sorte do time, Kevin Martin exorcizou seus demônios com a eliminação do Rockets e James Harden.

Quando parecia tudo definido para vitória do Warrios, fora de casa, diante do Spurs, o time de San Antonio literalmente ressurgiu das cinzas para vencer a partida na segunda prorrogação. Só para lembrar que não existe resultado definido no basquete, mesmo com pouco tempo no relógio. Em 95 Reggie Miller fez 8 pontos em 10 segundos para virar um jogo nos playoffs. Acontece.

O Paicers também surpreendeu e venceu o favorito Knicks fora de casa. Problemas com Carmelo Anthony e cia? A conferir! Mais uma chance de um time de conjunto vencer um time de individualidades.

 

Destaques da segunda rodada da NBA

Enquanto os pobres brasileiros assistiam mais um espetáculo de mediocridade da seleção, se é que pode ter este nome um time com aqueles jogadores, o melhor basquete do mundo continua com seus espetáculos. Meus destaques da segunda rodada:

O Chicago Bulls jogou com uma raça incrível, disputando cada bola como se fosse a última do campeonato. Sua defesa jogou tudo que se esperava dela no primeiro jogo e mais um pouco. Resultado: vitória e inversão do mando de campo. Este confronto com o Nets tem tudo para ir para a sétima partida.

O Memphis bem que tentou, empatou faltando 13 segundos mais o Clippers tem Chris Paul, o melhor jogador dos playoffs até aqui. O baixinho fez a cesta da vitória no estouro do cronômetro. Com 2 x 0 na série, a pressão agora vai toda para o Tennessee.

O Golden State jogou muito mesmo. Com 65% de aproveitamento nos arremessos de quadra, teve pouca coisa que o bom time do George Karl pudesse fazer. Agora a série está empatada e o Nuggets perdeu a vantagem de quadra.

O Rockets chegou a enfiar incríveis 22 x 2 no último quarto para virar o jogo contra o Thunders, mas o time da casa recuperou a cabeça e venceu a partida. Scott Brooks deve estar preocupado com a volta dos apagões que tanto machucaram o time contra o Heat ano passado. E desta vez não foi culpa do Westbrook! O time todo se afundou junto. De qualquer forma, 2 x 0, responsabilidade passada para Houston.

O Lakers resistiu o quanto pode, mas no final o Spurs acaba sobrando. Com Parker e Ginobili voltando à forma rapidamente, vai ficar muito difícil para os futuros adversários. Futuros? É. Já era para o Lakers, que deve ser varrido até o fim de semana. 

Faltou emoção na primeira rodada da NBA

Todos os times da casa venceram na primeira rodada dos playoffs, o que é rara acontecer. Mais do que isso, a média da diferença de pontos ficou em 16, um número elevado para confrontos de playoffs. Seria até maior se parte dos times não se poupassem visivelmente ao garantir a vitória, reduzindo o ritmo e colocando os reservas para jogar. Apenas um jogo foi definido em uma posse de bola, a vitória do Denver sobre o Golden State.

Observações rápidas:

  1. O Rockets começou a pagar o preço pela perda da sétima colocação. Enfrenta um time que é uma versão melhorada de si mesmo. Tanto Rockets quanto Thunders jogam na força física, juventude e correria. Contra o Spurs enfrentaria um estilo totalmente diferente e talvez tivesse uma chance ao colocar juventude contra experiência. Contra Durant, Westbrook e cia, sem chance.
  2. Parker e Ginobli não estão 100%, mas voltaram em 70%, o suficiente para acabar com as chances do Lakers. Ainda mais que Nash está visivelmente abaixo dos seus 50%. Não dá.
  3. Clippers beneficiou-se de um apagão do Memphis, dando a fácil impressão que foi uma vitória tranquila. Os primeiros três quartos mostraram que o confronto vai ser equilibrado. Aguardemos.
  4. O que faz o Bucks nos playoffs?
  5. Ano passado um comentarista da ESPN Brasil deu verdadeiros chiliques por causa da tática do Thunders de fazer faltas em Tiago Splitter para aproveitar o ridículo aproveitamento do brasileiro nos lances livres. O Spurs fez a mesma coisa no jogo contra o Lakers, tento como alvo Howard. Os americanos entendem que é uma estratégia como outra qualquer, o problema é do jogador que não sabe chutar lances livres. É obrigação de um jogador da NBA acertar pelo menos 50%.

 

Flamengo passa primeiro desafio

Agora foi para valer. A Copa do Brasil é o único título que o Flamengo pode almejar este ano e por um simples motivo: é possível ganhar sem ser o melhor. Para azar do rubro-negro, os times da Libertadores entrarão a partir das oitavas, uma medida que demorou para ser tomada pela CBF. Espera-se que a competição volte a ter a importância que já teve antes de ser esvaziada pela decisão estúpida de impedir a participação das melhores equipes do país. Acho até que poderia ser mais ampla, começando no segundo semestre do ano anterior, pelos times que não disputam as séries A e B. Mas divago.

O Flamengo passou pelo Remo e agora pega o Campinense. Leio que não fez mais que a obrigação. Como se Zico, Adílio e Júnior ainda jogassem! Como o time que temos, cada vitória é uma conquista, podem acreditar. Ainda mais no Brasileirão onde disputaremos a vaga em 2014. Na Libertadores? Claro que não! Na Série A de 2015!

A disputa na justiça sobre o jogo contra o Duque de Caxias é um erro monumental. É claro que o árbitro foi avisado por alguém de fora, o bandeirinha correu para o meio campo para validar o gol! Só que não faz o menor sentido voltar para a disputa no Estadual. O Flamengo deveria mais é a aproveitar para se concentrar na Copa do Brasil e se preparar para o Campeonato Brasileiro.

Não se iludam os rubro-negros, 2014 será um ano muito difícil, podendo acabar em desastre. Mas um ano necessário. Se não houver loucura por parte dos dirigentes.

Playoff definido: deu turdo certo para o Lakers

O torcedor do Lakers deve estar lamentando ainda mais a contusão de Kobe. Com a campanha que o time fez na segunda metade da temporada, o time seria um dos candidatos ao título, pelo menos da conferência Oeste, já que o Miami parece estar sobrando este ano.

Ontem deu tudo certo e não só o Lakers se classificou, vencendo a segunda sem seu astro, ambas contra times de playoffs, como ainda ficou com a sétima posição na tabela. A colocação era fundamental para o time pois se OKC e San Antonio se equivalem, para o a equipe de Los Angeles um time mais velho e que não vem jogando bem é a melhor chance para passar para a segunda fase. Melhor do que um time atlético e ainda em crescimento como OKC, um dos mais jovens da liga. Acredito que o time de Oklahoma tem tudo para dominar a liga daqui a uns dois ou três anos, quando seus dois craques entrarem na faixa mágica dos 27, 28 anos.

Enfim, os playoffs estão definidos e ficou muito interessante. Meus destaques:

  • New York x Celtics. Um clássico com um New York embalado com um Carmelo Anthony endiabrado, cestinha da temporada. Fosse outro sétimo classificado, a fatura estaria liquidada antes de começar, mas nunca se pode colocar o Celtics fora do jogo. Foi o time que esteve mais perto, e bem perto, de eliminar o Miami ano passado. 
  • Nets x Chicago. Confronto bastante equilibrado como costuma ser o jogo do quarto contra o quinto. O Heat não admite, mas é Nets desde criancinha. Seu jogo definitivamente não combina com o do Bulls, com quem pode enfrentar na segunda rodada, depois do treino de luxo que terá contra o fraquíssimo Bucks. Aliás, o que faz um time com apenas 38 vitórias nos playoffs?
  • Memphis x Clippers. Ambos estiveram no topo da tabela, mas terminaram nas colocações intermediárias. Se equivalem muito e o equilíbrio é a grande expectativa deste interessante confronto.
  • Lakers x Spurs. Outro clássico absoluto na primeira rodada. Ambos se superaram com os inúmeros desfalques que tiveram e jogarão com seus armadores, Nash e Parker, no sacrifício. Tudo pode acontecer aqui e eu realmente não acredito que o Spurs vá varrer o Lakers. O grande problema do time de Los Angeles é que seu banco é inexistente, como ficou provado ontem. Contra um envelhecido Spurs, pode reduzir o tempo de seu banco ao mínimo.
  • OKC x Houston. Não se enganem com este confronto. O time do Texas foi o que mais evoluiu da temporada anterior para esta. Chandler Parsons está jogando o fino e Jeremy Linn está cada vez mais colocando sua loucura sob o controle. A presença de James Harden deixa o confronto ainda mais interessante. O problema é que Westbrook também está lidando bem melhor com sua loucura. E Durant é um futuro MVP. 

E aí, qual o seu palpite? Quem leva os títulos do Oeste e Leste este ano?

Lakers

Os dois jogos decisivos da NBA

Memphis x Utah; Lakers x Rockets. 

20121204 kkt at5 258 0 standard 352 0

Última rodada da temporada regular da NBA, uma última vaga em disputa. Atualmente a vaga está com o Lakers, mas o Utah pode ganhá-la. 

Depois de uma queda, o Utah vem jogando muito bem e venceu 8 das últimas 10 partidas. O problema é que o Lakers também vem jogando muito e faz campanha semelhante. Chegam neste último jogo com o Lakers por um nariz de vantagem.

Para aumentar a dramaticidade, o Lakers enfrenta o Houston, que está um nariz na frente do time argelino. O Utah joga fora de casa contra o Memphis, que já está garantido nos playoffs mas, empatado com o Clippers, pode ganhar o mando de campo se vencer o jogo (desde que o Clippers perca o seu). 

O que pode acontecer?

  1. Lakers vence. Lakers fica em sétimo, Houston em oitavo e Utah fora.
  2. Lakers perde e Utah vence. Houston fica em sétimo, Utah em oitavo e Lakers fora.
  3. Lakers e Utah perdem. Houston fica em sétimo e Lakers em oitavo.

As outras disputas:

Memphis em 5º pode alcançar o Clippers em 4º.

Clippers pode alcançar o Nuggets em 3º.

Houston em 7º pode alcançar o Warrios em 6º

Tudo isso na conferência Oeste.

No leste a única definição que falta é a disputa do Bulls com o Hawks pelo 5º lugar. Vantagem com o primeiro.

E aí, quem passa? Lakers ou Utah?